Entenda a Psiquiatria Nutricional

  • em 9 de agosto de 2021
  • Curtidas!
  • 9 de agosto de 2021

Você já teve aquela sensação de estar deprimido “do nada”?

Sem vontade de fazer nada, aquele cansaço, aquela prostração o perseguindo o dia todo?

Mas quando você olha à sua volta, não existe nenhuma causa para isso. E agora? O que pode estar acontecendo? Será uma depressão? As vezes não.

Não são somente os neurotransmissores serotonina, dopamina, acetilcolina, os responsáveis pela sua felicidade. Até porque, para que eles sejam produzidos também são necessárias algumas outras substâncias, vitaminas, minerais, aminoácidos e alguns hormônios.

As medicações psiquiátricas não irão fornecer os neurotransmissores e nem essas substâncias. Na realidade elas auxiliam os neurotransmissores a serem utilizados pelo cérebro de uma maneira mais eficaz.

Mais de 90% desses neurotransmissores são produzidos pelo intestino e não pelo cérebro. E é aí que entra a Psiquiatria Nutricional.

Parte dos alimentos que ingerimos são muito pobres em vitaminas, minerais, e aminoácidos. Inclusive as frutas e os vegetais, pois devido a tecnológica alimentícia, a maioria já passou por processos de transformações.

Por exemplo, a cenoura. Há 20 anos, tinha muito mais quantidade de carotenos que tem hoje. Isso sem contar os alimentos industrializados, congelados, fast foods. Esses são os mais pobres em nutrientes. Portanto, mesmo que a biodisponibilidade deles seja menor, devemos sempre suplementar essas substâncias.

O Magnésio, Zinco, Selênio, Ferro, por exemplo, são minerais essenciais para a saúde mental. Eles atuam em vários processos fisiológicos relacionados ao bem estar. Algumas vitaminas como a B12 (cianocobalamina), vitamina B6 (piridoxina), vitamina D, etc, participam também de processos neuropsiquiátricos.

Aminoácidos como tirosina, theanina, triptofano, e outros, são importantíssimos na síntese de neurotransmissores como a serotonina e a dopamina. As conhecidas gorduras “boas” como o EPA, DHA extraídos de peixes de águas profundas são extremamente necessários para a saúde mental.

Por isso é tão importante que o psiquiatra faça esse rastreio e corrija as deficiências dessas substâncias.

Nós, aqui da Integrativa Psiquiatria, prescrevemos sempre alimentos, dietas e suplementos como parte do plano terapêutico. A integralidade na Psiquiatria Nutricional, que une duas áreas médicas como a Nutrologia e a Psiquiatria trás um resultado muito mais satisfatório ao paciente e em bem menos tempo.

Agende sua consulta!

Fonte: Integrativa Psiquiatria